sexta-feira, 28 de abril de 2017

Após operação policial em Picuí, comerciante é preso com munição e material de recarga

13º DSPC -

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Picuí, pertencente a 13ª DSPC desencadeou, na manhã desta sexta-feira (28), na cidade de Picuí, a operação HAN visando coibir o comércio ilegal de armas de fogo e munições.

Após aportarem nesta delegacia informações de um comerciante do ramo de couros estava se valendo do comércio que possui, para vender ilegalmente munições e acessórios; a delegacia de Picuí passou a investigá-lo.

Tendo as investigações se intensificado em torno do referido comerciante, em razão dos últimos crimes de homicídios praticados na região, pois havia informes de que o mesmo estava abastecendo os criminosos, já que vendia às munições indistintamente.

Com o cumprimento do Mandado de Busca e Apreensão deferido pela justiça de Picuí, os policiais civis apreenderam na residência do comerciante um farto arsenal, que consistiam em munições de diversos calibres e material para recarga.

Importante frisar que como o material encontrado tanto na residência como no comércio do investigado é bastante explosivo, colocava em risco a vida dos moradores da área.

A operação HAN que culminou com a prisão do comerciante recebeu esse nome em alusão à dinastia HAN, período no qual a pólvora foi descoberta.

Com mais essa operação a Delegacia de Picuí reafirma o seu compromisso com a sociedade, pois mostra que todas as informações são, devidamente, investigadas.

A prisão do comerciante foi comunicada ao juiz plantonista e o infrator encaminhado para a cadeia pública local. O comercio de arma de fogo, munições e acessórios é considerado grave e consiste numa pena de 8 anos de prisão.  

A operação foi comandada pelos delegados Rodrigo Monteiro e Renata Dias e equipe de trabalho. 

COMPARTILHE