sexta-feira, 17 de março de 2017

Dívida faz corpo ser retirado de caixão no meio de enterro; veja vídeo

Agências internacionais -

O enterro de um homem em Greater Accra, região ao sul de Gana, foi interrompido de um jeito pra lá de inusitado, diante da família do morto. Dois homens chegaram o local do sepultamento, e ordenaram que os parentes e coveiros se afastassem. Sem cerimônia e gritando muito com os familiares da vítima, a dupla, que trabalha no necrotério, abriu o caixão, retirou o corpo e deixou o cemitério carregando o morto nos braços. O caso aconteceu no último sábado.
O motivo? A família não tinha acertado a conta por uma roupa do homem que morreu. O corpo só seria devolvido, avisaram os homens, se a dívida de cerca de 150 cedi ganenses, algo equivalente a pouco mais de R$ 100, fosse paga.
O caso repercutiu nas redes sociais e ganhou as manchetes dos principais jornais europeus e americanos. De acordo com o britânico "Daily Mail", a família, de luto, decidiu não pagar à vista pela roupa do morto. Mesmo assim, conseguiram as peças do vestuário com um funcionário do necrotério. Por isso dois homens, donos do lugar, foram até o funeral e retiraram o cadáver do caixão, sob olhares de espanto e terror dos presentes à cerimônia.
Reprodução YoutubeNo momento do enterro, haviam no local centenas de pessoas para homenagear o morto, cujo nome não foi divulgado pelos jornais de Gana. Um vídeo, gravado por um dos presentes ao funeral e que dura menos de um minuto, mostra a violência dos homens abrindo o caixão à força e retirando o corpo.
Sem dar a mínima, a dupla saiu do cemitério com o homem nos braços e avisaram aos familiares: "Vocês terão seu morto de volta se pagarem o que devem". O corpo foi então encaminhado para o necrotério da cidade.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.


COMPARTILHE