sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Trump ataca classe política ao tomar posse como presidente dos EUA

O Globo -

Depois de uma eleição histórica e com resultado surpreendente, o republicano Donald Trump tomou posse nesta sexta-feira, tornando-se o 45º presidente dos Estados Unidos. 

Ele prestou juramento no Capitólio, sede do Congresso, num dia marcado por protestos pelo país e pelo mundo. No discurso de posse, Trump voltou a usar sua ácida retórica contra o sistema político dos EUA. Ele reafirmou promessa da campanha de combater a imigração ilegal e o radicalismo islâmico.

— Nós, os cidadãos americanos, agora juntamos nossos esforços para reconstruir nosso país. Enfrentaremos desafios, confrontaremos dificuldades, mas o trabalho será feito — afirmou o republicano. — A cerimônia de hoje, no entanto, tem um significado muito especial porque, hoje, não estamos meramente transferindo o poder de uma gestão a outra ou de um partido a outro, mas estamos transferindo o poder de Washington D.C. e dando de volta a vocês, o povo.
Trump criticou o abandono do povo americano pelas autoridades de Washington.
— Washington floresceu, mas o povo não compartilhou desta riqueza. Políticos prosperaram, mas os empregos foram embora e fábricas fecharam. O estabilshment se protegeu, mas não os cidadãos de nosso país. As vitórias deles não foram as de vocês. Os triunfos deles não foram os seus triunfos. E enquanto eles celebravam na capital de nossa nação, não havia muito o que comemorar para famílias enfrentando dificuldades ao redor de nossa terra — atacou o novo presidente, destacando:

— Isso tudo muda, começando aqui e agora porque esse momento é o momento de vocês, pertence a vocês.
No pronunciamento, o republicano também criticou a política externa dos Estados Unidos. Disse que outros praíses enriqueceram “aos da indústria americana”. Ele afirmou que governo americano defendeu as fronteiras de outros países, deixando o seu próprio país para trás. Repetiu os pedidos de reforço das fronteiras e prometeu combater a imigração ilegal.
— Fizemos outros países ricos, enquanto a riqueza, força e confiança de nosso paíse se dissipou no horizonte.
‘OS EUA EM PRIMEIRO LUGAR’
Após entoar “America First!” (“Os EUA primeiro!”, na tradução para o português) duas vezes, disse:
— Lutarei por vocês com cada suspiro do meu corpo e nunca decepcionarei vocês. Os Estados Unidos vencerá novamente, vencendo como nunca antes. Traremos de volta nossos empregos, nossas fronteiras, nossa riqueza.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE