Após ser acusado de desaparecimento, esposa explica “sumiço” de vereador do Damião - Jornal Diário do Curimataú
Após ser acusado de desaparecimento, esposa explica “sumiço” de vereador do Damião

Após ser acusado de desaparecimento, esposa explica “sumiço” de vereador do Damião

COMPARTILHE

Redação com PoliticandoPB -

Após ser acusado de desaparecimento, depois de faltar à solenidade de posse no último domingo (01), o vereador Cícero Bindá (PSD), da cidade do Damião, Curimataú paraibano, foi localizado. O parlamentar se encontra no estado de São Paulo, segundo informou a sua esposa a um portal de notícias da cidade.

Ainda de acordo com a esposa de Cícero, o mesmo viaja todos os anos para o estado paulista para visitar seus parentes. Ela ainda disse que o vereador não é obrigado a tomar posse no primeiro dia do ano, pois o regimento interno da Câmara Municipal permite que o mesmo seja empossado com até 15 dias após a posse dos eleitos.
A polêmica em torno do vereador Cícero Bindá se dá após o mesmo faltar a sessão em que ele tomaria posse e votaria na presidência da Câmara. De acordo com informações, o vereador era um dos votos que o candidato à presidência, vereador Josaildo Freitas (PROS), contava para a sua eleição ao cargo, no entanto, com a ausência do parlamentar à sessão, Josaildo acabou perdendo para o segundo candidato, o vereador Raimundo (PSB).

Entenda o caso:
Josaildo era aliado do prefeito Lucildo Fernandes (PSB), contudo, se lançou candidato à presidência do Legislativo Municipal contando com os votos da bancada de oposição, inclusive, com o do vereador Cícero Bindá (PSD). Porém, ao chegar à sessão, Josaildo notou a ausência de Cícero, mesmo assim manteve a candidatura contra o segundo candidato aliado do prefeito, o vereador Raimundo (PSB). Com oito parlamentares, a eleição terminou empatada. 

Raimundo levou a melhor, pois contou com o voto de um dos vereadores da bancada de oposição e venceu a disputa pela idade, por ser mais velho que Josaildo.