quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Seca severa e longa espera pelo São Francisco estão entre destaques de 2016

Correio -

A seca que atinge a Paraíba ficou mais severa em 2016, com uma forte baixa em grandes açudes como Coremas e Boqueirão, praticamente secos. 

Os reservatórios são exemplos de como a situação crítica que assola cerca de 90% das cidades do estado preocupa paraibanos e deixa a população com grande expectativa à espera da conclusão da transposição do Rio São Francisco. O governo federal garante que parte das obras que vai beneficiar o estado fica pronta no fim deste ano e a água já deverá estar nas torneiras ainda no primeiro semestre de 2017. Veja abaixo esses e outros fatos relevantes de 2016 sobre meio-ambiente no nosso estado.
Enquanto a maior parte do estado enfrenta longa seca, outra pequena porção da Paraíba comemorou, no meio deste ano, quando seis açudes sangraram, inclusive um dos que abastecem a Grande João Pessoa.


Em julho, um grupo de pescadores capturou um tubarão na praia de Cabo Branco, em João Pessoa. De acordo testemunhas, o tubarão-lixa media cerca de um metro e meio e seria um adulto.


Apesar da crise de abastecimento que afeta Campina Grande ser amenizada com perfurações de 30 novos poços artesianos em diversos pontos da cidade, a retrospectiva da situação de Campina não é das melhores.

Em maio, o Portal Correio teve acesso, com exclusividade, a um documento oficial da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) que confirmou ao Comitê da Bacia Hidrográfica da Paraíba (CBP-PB) a presença de cianobactérias e cianotoxinas nas águas do Açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), responsável pelo abastecimento em Campina Grande. Devido à situação, a Cagepa recomendou o monitoramento semanal do manancial, conforme exigia o Ministério da Saúde.

Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), o açude termina o ano com menos de 5% da capacidade.


Mais de 90% das obras da transposição do rio São Francisco foram concluídas e, com isso, a Paraíba e os estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará devem ter um alento na crise hídrica a chegada da transposição seja confirmada. A previsão é de que as águas cheguem ao estado entre janeiro e abril de 2017.


Um grupo de pessoas participou de um ‘abraço simbólico’ ao Açude Epitácio Pessoa, o Boqueirão. O grupo soltou fogos de artifício e convocou moradores a participarem do ‘abraço simbólico’. Ao todo, cerca de 50 pessoas participaram da manifestação. 


Ainda sobre a transposição, os poderes públicos do país também se mobilizaram para ajudar a Paraíba a resolver os problemas da seca.


O ano também foi marcado por denúncias e suspeitas, além de fiscalizações, de esgoto lançado em praias paraibanas. O turismo e a qualidade dos nossos 'paraísos' terrivelmente ameaçados.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE