sábado, 31 de dezembro de 2016

Obra feita as pressas: Muro da UPA no bairro limeira (Picuí) desaba

Comissão de Transição –

Apelidadas de obras ‘sonrisais’ pelo então vereador Olivânio Remígio na cidade de Picuí para destacar o fato de que várias estruturas físicas na cidade desabam quando existe o período de chuvas ou derretem no calor do verão, mais uma vez a população picuiense testemunhou de forma estarrecida que um dos muros da UPA 24h, que ainda está em fase de construção às pressas, desabar depois de uma pequena chuva ocorrida nos últimos dias.
Esse fato já está marcado para sempre na memória dos picuienses que vêem uma obra como essa tendo orçamento estimado em torno de R$1,4 milhão começar a se dissolver do nada. Outro fato sobre essa mesma obra é que, depois de meses parada, no apagar das luzes que marca o fim do domínio do atual grupo governista, ser recomeçada a todo vapor deixando em dúvida a qualidade da estrutura física tendo em vista esse último acontecimento checado in loco pelo prefeito Olivânio e demais membros da caravana da transição.

AUDITORIA TÉCNICA
Durante uma entrevista na rádio comunitária Sisal FM, o vice-prefeito Lucas Marques noticiou que já foi contratada uma empresa independente de auditoria para realizar o completo serviço de revisão de todo contrato e fiscalizar a aplicação de centavo a centavo do que foi investido na obra. Outro detalhe é que, mesmo com o valor pago quase na totalidade, ainda houve o pedido de adicional financeiro para a conclusão do trabalho de 17% sobre o valor da obra.

Olivânio e Lucas já adiantaram ainda que não receberão as chaves da UPA e nem da Creche do bairro limeira antes da conclusão da auditoria.

COMPARTILHE