segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Família paraibana é esquartejada na Espanha

O Globo -

A família encontrada esquartejada na Espanha foi identificada nesta segunda-feira pelo Itamaraty. O casal Marcos Nogueira e Janaína Santos Américo, ambos de 39 anos, era de João Pessoa (PB) e havia se mudado para o país europeu há três. Junto com eles estavam a filha de 4 anos, nascida no Brasil, e o filho, de 1 ano, nascido na Espanha. Em entrevista ao G1, Eduardo Bráulio, cunhado de Janaína, lamentou:

— Foi uma família que foi dizimada — disse ele.

Segundo Eduardo Bráulio, a família entrou em contato com o Consulado-Geral do Brasil em Madri depois de ver a notícia sobre a descoberta de corpos em uma casa e perceber que as idades eram as mesmas dos parentes. Eduardo contou que a família se mudou por causa de uma oportunidade de trabalho e que Marcos era gerente em um restaurante. Nas redes sociais, Janaína usa o nome Diniz, do pai.

A família foi encontrada no domingo numa casa no povoado de Pioz, em Guadalajara, a 60 quilômetros de Madri. As autoridades acreditam que o crime foi um "ajuste de contas", uma vez que não havia sinais de arrombamento no imóvel, e estimam que os corpos estivessem no local há cerca de um mês. Sobre a ausência de notícias, Eduardo explicou ao G1 que a família no Brasil não suspeitou de nada, porque às vezes ficavam longo período sem se comunicar.

Devido à "limpeza" do crime, a polícia concluiu que deve se tratar de um assassino profissional quem executou a família. As vítimas teriam sido mortas a golpes de facão ou machado, e de maneira rápida, sem sinais de tortura. A casa sem mobília ainda indica que a família estava de passagem por ali, provavelmente em fuga. Não foram encontradas drogas ou grandes quantias de dinheiro no local.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE