quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Alunos e professores do Lordão de Picuí têm trabalhos apresentados em Congresso Internacional

Mídias no Lordão -

Entre os dias 29 e 31 de agosto os professores da Escola Estadual Professor Lordão estiveram participando do III Congresso Internacional de Literatura e Ecocrítica realizado na cidade João Pessoa.
Durante o evento os mestres estiveram apresentando artigos sobre trabalhos desenvolvidos pelos alunos e orientados durante as aulas.

O professor Robson Rubenilson defendeu o artigo: "Vestígio de uma cultura ameríndia no seridó paraibano" no qual apresentou os resultado das pesquisas realizadas pelas alunas do Projeto  Arqueologia, um passado ameado, no qual as alunas Jordânia 3ª B, Josseane 3ª, Daliane 2ª B e Rafaela 2ª C analisaram os vestígios rupestres e as possíveis ameaças presentes no sitio arqueológico Pedra D'água no município de Picuí. A pesquisa contou com a parceria da Associação Trilhas na Caatinga foi premiado na Feira de Ciências do Lordão 2016.

As professoras Renata Santos e Rafaela silva apresentaram o artigo: "O fazer poético na escola em defesa do direito animal" que teve a contribuição dos alunos Josiane, Pedro e Camélia da 1ª série e António Isaias da Educação de Jovens e Adultos.

O trabalho se fez através de uma prática interdisciplinar, no qual as professoras buscaram trabalhar os conceitos da biologia, ética e literatura através da construção de poemas alertando sobre os risco a que os animais da caatinga estão sujeitos. Durante a exposição as professoras foram convidadas a apresentar no Peru. 

Outra proposta apresentada durante o III Congresso Internacional de Literatura e Ecocrítica foi resultado de uma parceria entre os alunos da Educação de Jovens e Adultos da Escola Municipal Severino Ramos e a Escola Estadual Professor Lordão. Durante a pesquisa a professora Renata desenvolveu oficinas com os alunos e professores das escolas envolvidas abordando as mudanças na paisagem e os impactos ambientais em Picuí.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE