terça-feira, 30 de agosto de 2016

Aberta oitava edição do Festival Universitário de Inverno de Cuité

Ascom –

Evento marca os dez anos de criação do campus da UFCG na cidade
"Força Estranha" conduziu as falas que abriram a oitava edição do Festival Universitário de Inverno (FUI) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na noite dessa segunda-feira, dia 29, na cidade de Cuité, sede do Centro de Educação e Saúde (CES) que celebra dez anos de criação.
A música de Caetano Veloso, interpretadas por estudantes do campus de Cuité, inspirou o diretor do CES, Ramilton Marinho, a falar sobre as transformações sociais e culturais constantes na região desde a instalação da UFCG. "Uma 'Força Estranha' revolucionou a maneira de pensar da cidade", disse num tom saudosista, lembrando que este seria o último ano a frente da direção do CES.
Num tom menos romântico, o reitor Edilson Amorim falou da " Força Estranha" que paira no Congresso Nacional, nesse período de julgamento do impeachment presidencial. E também registrou que o campus de Cuité tem sido "o melhor problema da UFCG", por representar um modelo de funcionamento, "não só pela inquietação acadêmica, bem mais pelo zelo administrativo e o diálogo perene com a sociedade que o abriga".

O ator Luiz Carlos Vasconcelos - que proferiu a palestra de abertura do festiva, Educação - A Arte de Si Mesmo - falou da força que habita o ser, nos sentimentos e emoções, que, sendo canalizada, é fundamental para educação de si próprio e que repercussão em tudo e em todos. Pois nesse "estudo dos sentimentos e emocionais, a ponto de se questionar quando estiver alegre; porque existem alegrias sombrias", podemos tecer reflexões sobre a nossa estupidez e vaidade.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE