quarta-feira, 1 de junho de 2016

A Gruta Casa de Pedra tinha um pezinho na explosão de Hiroshima


Trilhas da Caatinga -

A Gruta Casa de Pedra fica localizado na Propriedade da senhora Cidronia Negreiros e família, esposa do comerciante Joaquim Vidal de Negreiros.

Em janeiro deste ano, a Associação Trilhas na Caatinga juntamente com a Prefeitura Municipal, fez a recuperação e revitalização da Casa de Pedra, local onde os Americanos guardava o material bélico. mais um ponto turístico de nossa cidade.
Pelos caminhos do sertão do Seridó, na Paraíba, as lendas brotam como xique-xique, e uma delas chama atenção pelo inusitado. Rica em minério, a região teria sido procurada por militares americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Com seus jipes e cabelos claros, eles chegaram atrás do urânio, que enviavam à terra natal para a fabricação de armamentos bélicos. Foi a bomba atômica cair sobre os japoneses e os paraibanos não tiveram dúvida: o sertão tinha um pezinho na explosão de Hiroshima.
Em Picuí, não faltam testemunhas da chegada dos ianques. “Eram uns galegões. Mister MacLaine, Mister Maclu, Seu Daivid”, recorda Valdo Medeiros de Araújo, de 80 anos. Garimpeiro, ele é um dos moradores que trabalharam na extração e venda de minérios para os americanos.
A história foi contada no documentário “Urânio Picuí – Produto brasileiro/Tipo exportação”, dirigido pelos jovens Tiago Melo e Antônio Carrilho.

COMPARTILHE