SINPUC orienta agentes de saúde sobre efeito de portarias do MS - Jornal Diário do Curimataú
Home » » SINPUC orienta agentes de saúde sobre efeito de portarias do MS

SINPUC orienta agentes de saúde sobre efeito de portarias do MS

Written By Diário do Curimataú on quinta-feira, 19 de maio de 2016 | quinta-feira, maio 19, 2016

Ascom - 

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS’s) não devem ter preocupações imediatas com os efeitos das portarias 958 959. É o que avalia o secretário-geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú e Seridó (SINPUC), Sebastião Santos.

O dirigente preparou um relatório que discute os efeitos das medidas publicadas pelo Ministério da Saúde (MS) nos dias 10 e 11 de maio.

Sebastião Santos se concentrou mais nos desdobramentos da Portaria 959. De acordo com os incisos I e II, do artigo 1º do diploma, os ACS’s não serão obrigatórios nas Equipes de Saúde da Família (ESF’s).

Pela regra antiga, as equipes deveriam ser integradas com, pelo menos, quatro ACS’s. Agora, pela norma do inciso I, a composição multiprofissional deverá ser de médico, enfermeiro, auxiliar ou técnico de enfermagem.

Como opção para os gestores municipais, de acordo com o inciso II, podem entrar nas equipes os odontólogos, auxiliares ou técnicos em saúde bucal, ACS’s ou técnicos em enfermagem.

“Ninguém vai perder o emprego”, esclareceu o dirigente. “O problema, no futuro, será o aumento de trabalho decorrente da nova carga horária prevista no inciso II”, completou.

A permanência no trabalho é garantida pelo princípio da segurança jurídica. Mas é preciso ficar atento para o aumento da demanda de atendimentos ao longo dos anos.

Com a contratação facultada aos gestores, as equipes poderão trabalhar com menos agentes do que o necessário para atender a população. À medida que mais famílias passarem a morar nas áreas de atuação dos ACS’s, os profissionais vão ficar sobrecarregados.
“A contratação de ACS’s pode ser dispensada pelos prefeitos porque a categoria garantiu uma série de direitos e tem uma organização sindical sólida. A contratação dos técnicos é menos burocrática e não existe um piso salarial para os gestores cumprir”, avaliou Sebastião Santos.

O SINPUC vai reunir a categoria, em toda a base sindical, para discutir a situação e apontar medidas que fortaleçam os ACS’s dentro da nova realidade normativa.

O cenário preocupa os sindicalistas e os trabalhadores em todo o país. “Acreditamos que a solução é a implantação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração da Saúde para assegurar os direitos já conquistados”, diagnosticou Sebastião Santos.


Compartilhe em sua rede :

0 comentários:

Speak up your mind

Tell us what you're thinking... !

5 Anos fazendo jornalismo

Destaque da semana

ONG Nova Baraúna comemora 11 anos de fundação; veja programação

Redação - No próximo dia 17 de dezembro, a ONG Nova Baraúna comemora 11 anos de fundação. As festividades terão inicio cedinho com al...

DIVULGUE VOCÊ TAMBÉM

CREATIVE TV - 24h NO AR!

CURTA E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

Mais Acessadas

SEJA NOSSO REPÓRTER

TV: AVENTURA; ACOMPANHE

 


Copyright © 2016. Jornal Diário do Curimataú - Todos os Direitos Reservados. Grupo JM de Comunicação - Deus é Fiel
Desenvolvido Por Aluísio Silva