terça-feira, 10 de maio de 2016

Ricardo Coutinho afirma que 'bagunçaram o país'

Política mais cedo -

Nessa terça-feira, 10, o governador Ricardo Coutinho (PSB), fez alusão à problemática política atual do país, e demonstrou indignação diante do quadro em torno do impeachment da presidente Dilma Roussef (PT). Segundo ele o país vive uma crise montada e artificial.
O Governador afirmou que um clima de instabilidade política foi instalado no Brasil há mais de um ano, e por isso hoje sofremos com a atual “bagunça” que se ternou o cenário nacional.
“Eu, na verdade, não acompanhei essas manifestações. Mas elas são reflexos dessa bagunça que aí está. Bagunçaram o país. Isso é muito serio, bagunçam o país de um lado e querem que o outro lado, o lado que conseguiu ter vitórias, ao longo desses anos, saia. Isso não existe. Nós precisamos nos unir em defesa da democracia e em defesa dos jogos democráticos”, disse.
Ricardo afirmou que não defende bandeira de nomes, e sim de lutas em prol da inclusão social que envolva a valorização da democracia e da igualdade.
“A minha luta não é em favor de Dilma, de fulano ou de ciclano, mas é em favor das regras da democracia que fazem com que o filho de um torneiro, de um agricultor, ou de empresário, possa se tornar representante do povo, é disso que estamos tratando. Eu não quero ver na politica um ovo de serpente crescendo. É preciso ter cuidado e respeito pelo que avançamos e conquistando”, asseverou.
E continuou: “Não sou do partido da presidente, nem serei, mas sou do partido da democracia, da legalidade, e não acho justo o que esta acontecendo nesse país, pois prevejo um cenário extremamente delicado e complicado para o país, que já sofre há 15 meses por conta de uma crise montada, por conta de uma crise artificial. O país é maior do que a crise econômica e do que o desequilíbrio de despesa e receita. O país é bem maior que isso”.

COMPARTILHE