Comitiva do Vaticano está na PB para avaliar processo de beatificação do Padre Ibiapina - Jornal Diário do Curimataú
Comitiva do Vaticano está na PB para avaliar processo de beatificação do Padre Ibiapina

Comitiva do Vaticano está na PB para avaliar processo de beatificação do Padre Ibiapina

COMPARTILHE
Gustavo Medeiros -

Membros da Congregação para a Causa dos Santos, do Vaticano, estão na cidade de Guarabira, no Brejo da Paraíba, a 98 km de João Pessoa, para dar continuidade às investigações do processo de beatificação do Padre Ibiapina. Entre os integrantes da comitiva, está o italiano Paolo Vilotta, postulador da causa de beatificação do religioso.

O grupo do Vaticano foi recebido em Guarabira pelo bispo diocesano Dom Francisco Lucena, que informou ao Portal Correio que já teve fim a primeira fase (diocesana) do processo de beatificação. Agora, as documentações seguirão para uma segunda instância, na Santa Sé, que passará a avaliar o caso com maior profundidade. Não há, no entanto, conforme alertou o bispo, um prazo definido para que haja uma resposta quanto à possível beatificação do Padre Ibiapina, a quem já são atribuídas algumas graças alcançadas por fiéis, mas nenhum milagre comprovado.

A comitiva do Vaticano fica em Guarabira por 10 dias e se despede da diocese na próxima segunda-feira (30). Nesse período, os profissionais enviados entrarão em contato com fiéis e ouvirão relatos das bênçãos alcançadas. Eles também se aprofundarão na biografia do Padre Ibiapina, que é sepultado no distrito de Santa Fé, no município de Solânea, no Agreste da Paraíba, a 130 km da Capital.

“Os restos mortais do padre foram exumados e será feito um estudo sobre um possível tratamento deles. Neste domingo (29), colocados em uma nova urna, estarão em celebração na capela de Santa Fé, às 15h, e serão devolvidos, em seguida, ao túmulo”, explicou Dom Lucena.
Cearense de Sobral, o Padre Ibiapina viveu de 1806 a 1883 e é conhecido por sua obra missionária, percorrendo a região Nordeste em missões evangelizadoras, erguendo casas de caridade, igrejas, capelas, cemitérios, reservatórios de água e açudes. Formado em Direito, tendo ocupado cargos na magistratura e na Câmara dos Deputados, também ensinou técnicas agrícolas aos sertanejos, atuação que inspirou o Padre Cícero e Antônio Conselheiro, e defendeu os direitos dos trabalhadores rurais.