quarta-feira, 27 de abril de 2016

Picuiense é presa por fraude em João Pessoa

Sétima Regional -

A polícia civil da Paraíba, através da delegacia de defraudações e falsificações de João pessoa – DDF – prendeu em flagrante na tarde de hoje, dia 27 de abril, a universitária Morgana Melo da Silva, natural de Picuí/PB, por fraudes relacionadas a anúncios de internet – site de anúncios.

A suspeita agiu em concurso com pelo menos três outras pessoas, entrando em contato com a vítima através de um anúncio veiculado em sites da internet, simulando uma negociação no valor de R$ 104.000,00 (cento e quatro mil reais) com uma empresa de energia solar de João pessoa. Os suspeitos apresentaram-se como clientes interessados nos serviços da empresa e que teriam um alto valor a ser liberado em uma instituição bancária.

No entanto, os suspeitos informaram posteriormente, no decorrer da negociação, que precisariam que a empresa contratada repassasse um valor aos suspeitos, para que a negociação fosse finalizada.
Desconfiando da situação, a vítima procurou a DDF, que fez o monitoramento dos suspeitos, confirmando que dois suspeitos residem em Parnamirim/RN, conseguindo localizar e prender em flagrante a suspeita Morgana, em uma residência situada no bairro Castelo Branco, João pessoa/PB.

Morgana atuou diretamente na negociação, sendo a responsável por conversar diretamente com a vítima e teria a função de receber os valores obtidos na fraude, repassando-os posteriormente aos outros membros da associação criminosa, que agem no estado do RN.

A DDF conseguiu identificar mais dois outros suspeitos, de maneira que representará pela decretação de suas prisões, para que os mesmos respondam pelas fraudes praticadas.

A ddf orienta a população que tenha cautela redobrada ao realizar negociações pela internet, verificando sempre as informações dos anunciantes (identidade, cpf, endereço), antes de concluir qualquer negociação. Qualquer atitude suspeita deverá ser comunicada à delegacia, que adotará as providências necessárias para a responsabilização dos suspeitos, caso seja constatada alguma situação criminosa. A DDF pode ser acionada através do telefone 32185


COMPARTILHE