Possivel ossada de adolescente que estava desaparecido desde dezembro de 2015 é encontra em Sousa - Jornal Diário do Curimataú
Home » , » Possivel ossada de adolescente que estava desaparecido desde dezembro de 2015 é encontra em Sousa

Possivel ossada de adolescente que estava desaparecido desde dezembro de 2015 é encontra em Sousa

Written By Diário do Curimataú on sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016 | sexta-feira, fevereiro 19, 2016

Sertão Informado -

Na tarde desta sexta-feira (19), a Polícia Militar de Sousa foi informada através do telefone de emergência que no interior de um cacimbão, localizado nas proximidades do Núcleo III, zona rural de Sousa tinha um esqueleto humano.

Diante das informações, imediatamente uma guarnição esteve no local e constatou a veracidade do fato e após um breve levantamento realizado por agentes da polícia civil junto aos familiares foi constatado que a ossada possivelmente é do adolescente identificado com Jonas Marcos Vieira, conhecido também como “Pai Helinho” que tinha 17 anos, onde o short da vítima foi reconhecido por membros da família.

Conforme informações da polícia, o adolescente estava desaparecido desde o dia 20 de dezembro de 2015. A polícia está investigando o caso com intuito de descobrir ocorreu um homicídio ou morte natural. A ossada vai ser encaminhada ao IML para ser realizado exame de DNA e constatar se realmente se trata do adolescente Jonas.
Compartilhe em sua rede :

0 comentários:

Speak up your mind

Tell us what you're thinking... !

5 Anos fazendo jornalismo

Destaque da semana

ONG Nova Baraúna comemora 11 anos de fundação; veja programação

Redação - No próximo dia 17 de dezembro, a ONG Nova Baraúna comemora 11 anos de fundação. As festividades terão inicio cedinho com al...

DIVULGUE VOCÊ TAMBÉM

CREATIVE TV - 24h NO AR!

CURTA E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

Mais Acessadas

SEJA NOSSO REPÓRTER

TV: AVENTURA; ACOMPANHE

 


Copyright © 2016. Jornal Diário do Curimataú - Todos os Direitos Reservados. Grupo JM de Comunicação - Deus é Fiel
Desenvolvido Por Aluísio Silva