segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Agricultores de Nova Floresta comemoram chuvas e acreditam em ano de grande produção

Galvani Silva -


Em visita ao Sítio Pororoca, na associação APROUNI (Associação dos Produtores da União), na cidade de Nova Floresta e conversamos com dois dos associados, Josué, conhecidos como Josa e Geraldo Raimundo da Silva para conhecer um pouco mais da realidade do homem do campo na região.
Josa conta que as chuvas desse ano chegaram no momento certo, pois com as chuvas recentes os agricultores da região puderam plantar e pretendem colher no final do ano.
Eles contam que por causa da seca que atingiu a região, há cerca de três anos que os agricultores não colhiam quase nada, mas com a chegada das chuvas todos estão esperançosos em este ano ter boas colheitas.

Seu Geraldo, conta que assim que começaram as chuvas ele plantou palma forrageira, milho, fava, mandioca e feijão macassá e assim que as chuvas voltarem pretende cortar a terra e plantar feijão carioca, pois este precisa ser cultivado na terra fria. Segundo seu Geraldo, se a chuva continuar caindo na região, em cerca de 90 à 110 dias já será possível realizar a colheita. 
Além disso, eles criam galinhas, caprinos, porcos entre outros, e é através da produção do próprio sítio que conseguem alimentar estes animais.

COMPARTILHE