terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Presa dupla que estuprou e matou idosa de 80 anos em Patos

Heleno Lima -

Uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar no Sertão da Paraíba elucidou o latrocínio que teve como vítima uma idosa de 80 anos, na capital do Sertão, no último dia 17 deste mês.

Antes de ser morta, a vítima, Maria de Araújo Barbosa, ainda foi estuprada.
 Os dois homens suspeitos do crime foram localizados e presos nesta segunda-feira (25), por força de mandado de prisão preventiva.
A ação foi realizada por policiais civis da 15ª Delegacia Seccional, com sede em Patos, e policiais militares do 3º Batalhão de Polícia Militar. 
Foram presos no bairro do Jatobá, em Patos, Francieudo Ferreira de Sousa, 19 anos, e Francisco Darlyson da Silva Marques, 26 anos. 
De acordo com o delegado seccional Sylvio Rabelo, o trabalho da perícia comprovou o abuso sexual e as investigações apontaram que a dupla agiu para roubar o celular da idosa, o que caracterizou o latrocínio, ocorrido na casa da vítima, no Sítio Campo. 
“As ações integradas da Polícia Civil e da Polícia Militar foram iniciadas logo após o fato, para a identificação desses indivíduos, localizados próximo ao bairro do Jatobá. Eles haviam se evadido, mas retornaram à cidade. Com as polícias em constantes diligências, os mandados de prisão preventiva foram cumpridos”, explica o delegado.
A tenente Layla Medeiros, do 3º Batalhão de Polícia Militar em Patos, disse que a PM conseguiu identificar os autores do crime a partir de conversas com moradores e diligências realizadas na região.
“Tão logo tomamos conhecimento do fato iniciamos as diligências. As informações prestadas pela população foram fundamentais para que o crime fosse elucidado. Depois disso, em ação conjunta com policiais civis, realizamos diligência no sentido de prender os autores do crime e conduzi-los para a Delegacia, a fim de serem ouvidos pela autoridade policial”, relata.
A autoridade policial acrescentou que Francieudo confessou o crime em depoimento, assim como a motivação de roubar o aparelho celular da idosa.

Ambos estão sendo ouvidos na delegacia e serão encaminhados para o Presídio de Patos.

COMPARTILHE