segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Lançado o último livro da trilogia PICUÍ DO SERIDÓ, da advogada e jornalista Fabiana Agra

Redação -

Aconteceu no sábado, 16 de janeiro, o lançamento do último livro da trilogia PICUÍ DO SERIDÓ, da advogada e jornalista picuiense Fabiana Agra. 

O evento, que ocorreu no pavilhão da Festa de São Sebastião, contou com a presença de centenas de picuienses que aproveitaram a oportunidade anual de confraternização proporcionada pelas festividades do padroeiro da cidade, para também conhecerem o conjunto da obra da escritora.
“Picuí do Seridó – Século XX: Vol. II (1951-2000)”, como o próprio título sugere, trata dos acontecimentos da última metade do século XX, inserindo o município de Picuí na Paraíba, no Brasil e no mundo, dando ênfase ao país que enfrentou e atravessou o período de ditadura civil-militar, viveu intensamente os anos 80 e viu o alvorecer do século XXI.
Em 2015, Fabiana Agra lançou o segundo volume da trilogia, “Picuí do Seridó – Século XX: Vol. I (1900-1950), que retratou o florescimento de Picuí a partir da década de 1910, e o seu crescimento a partir da II Guerra Mundial, devido à extração de minerais estratégicos pelos EUA. Em 2011 havia sido lançado “Picuí do Seridó: dos primórdios até 1930”, que fez o resgate documentário do lugar como fazendo parte da “Ribeira do Seridó” e, seguindo o curso do rio homônimo, a pesquisadora contou a história do Seridó Oriental e de parte do Curimataú Ocidental da Paraíba desde a pré-história, passando pelo massacre dos índios tarairiús, pela concessão das primeiras sesmarias na região até o nascimento da República e o seu reflexo sobre o então nascente município picuiense.
Ao ser indagada se vai parar por aqui, Fabiana disse que, pelo contrário, já estão bem adiantadas as pesquisas que tratam sobre a possível presença de cristãos-novos em nossa região, completando que “pesquisar é como um remédio para a alma; descobrir o que estava até então encoberto é um alento para quem vive nos dias atuais, então, parar de buscar significará desistir de viver e passar apenas a existir. Isto, jamais”. 

Os três livros que falam sobre a história de Picuí e região continuam a ser vendidos na residência da escritora, situada na Praça João Pessoa, 16, centro – Picuí.

COMPARTILHE