sábado, 23 de janeiro de 2016

Ciro vai bater no PT, PMDB, PSDB e Marina

Kennedy Alencar -


PDT deve indicar ex-ministro para concorrer ao Planalto em 2018

Em reunião hoje do Diretório Nacional do partido, o PDT deixou claro que tem nome e discurso para disputar a Presidência da República em 2018. Ciro Gomes, ex-ministro da Fazenda e ex-governador do Ceará, deverá ser candidato. Ele já concorreu ao Palácio do Planalto em 1998 e 2002.
O discurso de Ciro deverá ser duro em relação ao PT na economia e forte contra o PSDB e o PMDB na política. Ciro tentará, mais uma vez, ser uma alternativa à polarização entre os dois partidos nas eleições presidenciais.
Deverá ainda bater de frente com Marina Silva, da Rede, que também busca quebrar o duelo entre tucanos e petistas.
*
Ponto para o Planalto
A briga pela liderança do PMDB ganhou mais importância porque o comandante da bancada indicará os nomes do partido para compor a comissão que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma _o que deverá acontecer no mês que vem.
Hoje, o deputado federal Leonardo Quintão, de Minas Gerais, desistiu de disputar a liderança do partido. Isso é uma boa notícia para o governo, porque Quintão anunciou apoio à recondução do atual líder, Leonardo Picciani, do Rio, aliado de Dilma.
O deputado federal Hugo Motta, da Paraíba, é o candidato da ala oposicionista e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. 

Motta sofreu uma derrota. A eleição para a liderança do PMDB na Câmara vai acontecer no começo de fevereiro.



COMPARTILHE