sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Delegado Civil doa carne de animal atropelado e morto em acidente sexta-feira (18) em Cuité

Rede Mais Notícias -

Depois de inúmeros casos de acidentes envolvendo animais na BR-104, que liga a cidade de Cuité-PB a Jaçanã-RN, a Polícia Civil irá aplicar penas severas aos responsáveis por estes animais.  “Qualquer animal pego na pista, entre  as cidades de Jaçanã e Cuité, o proprietário terá 72 horas para busca-lo, caso contrário, os animais serão  levados ao matadouro público para serem abatidos”, destacou Dr. Durval Barros.
De acordo com o delegado Durval Barros, todos os bovinos atropelados na BR-104,  serão abatidos e doados a instituições de caridade da região. Os responsáveis serão investigados, identificados e  responderão na forma da lei. “Por se tratar de BR, a competência é da Polícia Rodoviária Federal, mas se tratando de zona urbana podemos agir. Qualquer animal flagrando na BR-104 será recolhido, e se dentro de três dias o dono não se apresentar, o animal será sacrificado e terá a carne doada   a instituições de caridade”.
O proprietário de dois dos três animais envolvidos no acidente que aconteceu hoje pela manhã, entre Cuité e Nova Floresta,  foi identificado. Segundo o dono, os  bois foram roubados durante a madruga de sua fazenda. O proprietário do terceiro animal envolvido ainda não foi identificado.
O bovino que morreu no acidente foi levado ao matadouro público, tratado,  e em seguida entregue a  Paroquia de São Severino Bispo na cidade de Nova Floresta. Toda a carne será doada pelo Padre Anchieta a famílias carentes cadastradas na igreja.

20151218010311

COMPARTILHE