terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Cinco alunos do IFPB Picuí são aprovados em programas de Mestrado

Frederico Campos – Coordenador de Pós-graduação -

A comunidade acadêmica do IFPB campus Picuí sente-se orgulhosa de ter cinco alunos dos cursos de Agroecologia e de Especialização em Gestão dos Recursos Ambientais do Semiárido aprovados em Mestrados em duas Universidades paraibanas. 

Os alunos mostraram um bom desempenho nas etapas de seleção e comprovaram que de fato estão capacitados para galgarem mais um degrau em sua formação profissional, tendo o IFPB e seus professores como alicerce desse crescimento. São notícias como essa que mostra a importância da interiorização dos Institutos Federais que vem transformando a realidade de jovens através da educação de qualidade.

Os alunos de Agroecologia Jairo Janailton Alves dos Santos e Julineide Gadelha Silvestre Coelho,além de Jordânia Araújo aluna de Especialização em Gestão dos Recursos Ambientais do Semiárido foram aprovados no Mestrado da Universidade Federal da Paraíba no Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Agroalimentar no campus de Bananeiras. O PPGTA é um Mestrado acadêmico que tem como objetivo formar profissionais capazes de ter uma visão sistêmica da problemática agroindustrial, com habilidades de aplicar, adaptar e gerar conhecimentos na área agroalimentar para o aproveitamento de matérias-primas das diferentes cadeias de produção agroalimentares.
Maria José de Queiroz, aluna da Especialização em Gestão dos Recursos

 Ambientais do Semiárido e Gilmar Silva de Oliveira, ex-aluno de Agroecologia, passaram no PPGCA Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias da Universidade Estadual da Paraíba UEPB em parceria com a EMBRPA Algodão, cujo Programa tem a finalidade de formar recursos humanos habilitados para desenvolver, aprimorar e transferir conhecimentos de pesquisas básicas e desenvolvimento tecnológico, ensino e extensão na área de Ciências Agrárias, tendo como foco o sistema de produção de culturas bioenergéticas e a sustentabilidade da agricultura familiar no Nordeste brasileiro.
 O campus Picuí se fortaleceu com a criação do curso de Pós-graduação pelo fato de possibilitar que os alunos tenham um aprofundamento de seus estudos na temática da sustentabilidade do Semiárido.
Para a Coordenadora de Agroecologia, Cynthia de Lima Campos: “Este é um resultado muito positivo para o CST Agroecologia do campus Picuí, sobretudo porque aponta para o trabalho sério que as nossas professoras e nossos professores vêm realizando na formação das nossas alunas e alunos. Só vem a fortalecer cada vez mais o curso.”

COMPARTILHE