Agentes de Saúde se reúnem com o Sinpuc e reivindicam assistência financeira complementar - Jornal Diário do Curimataú
Home » , » Agentes de Saúde se reúnem com o Sinpuc e reivindicam assistência financeira complementar

Agentes de Saúde se reúnem com o Sinpuc e reivindicam assistência financeira complementar

Written By Diário do Curimataú on quarta-feira, 30 de dezembro de 2015 | quarta-feira, dezembro 30, 2015

Ascom -

Agentes Comunitários de Saúde (ACS’s) e Agentes de Combate às Endemias (ACE’s) se reuniram com dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú e Seridó (SINPUC), ontem, para discutir o recebimento da Assistência Financeira Complementar (AFC) garantida pelo Ministério da Saúde e negada pelos municípios de Picuí, Frei Martinho, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, São Vicente do Seridó, Damião, Olivedos e Baraúna.

AFC é regulada pela Portaria 1.024/2015 e define a forma de repasse dos recursos da União para o cumprimento do piso salarial profissional nacional dos ACS’s e do incentivo financeiro para fortalecimento de políticas afetas ao trabalho dos agentes.

A Portaria 1.243/2015, alterada pela Portaria 2.031/2015 regula a AFC para os ACE’s e tem texto semelhante ao da portaria que trata dos ACS’s.

De acordo com os ACS’s e ACE’s os recursos não estão sendo repassados para os agentes e nem se sabe como são aplicados para apoiar as atividades das equipes de saúde.

Os trabalhadores reclamaram da falta de equipamento de trabalho e disseram não saber onde está sendo investido o dinheiro que deveria ser creditado nas contas deles.

Em Picuí e Frei Martinho, por exemplo, os agentes de saúde denunciaram que estão enfrentando problemas por falta de fornecimento de alguns itens dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

O secretário geral do SINPUC, Sebastião Santos informou que as administrações são obrigadas a cumprirem a Política Nacional de Saúde e Segurança do Trabalhador (PNSST) e garantiu que vai apurar as denúncias.

O secretário orientou os trabalhadores a assinar um requerimento coletivo que solicita informações sobre a falta de pagamento do incentivo financeiro.

Quando receberam o requerimento, as procuradorias das prefeituras terão que motivar suas respostas com base nas portarias ministeriais e dentro dos prazos da Lei de Acesso à Informação.

Com as respostas das procuradorias, o SINPUC encaminhará os entendimentos para o assessor jurídico do sindicato.

Sebastião Santos acredita num entendimento entre as administrações e os trabalhadores representados pelo SINPUC. “Temos uma relação política muito boa com as prefeituras. Em primeiro lugar queremos estabelecer um caminho de negociação. Se a estratégia não der certo, acionaremos a Justiça”, garantiu.
Compartilhe em sua rede :

0 comentários:

Speak up your mind

Tell us what you're thinking... !

5 Anos fazendo jornalismo

Destaque da semana

ONG Nova Baraúna comemora 11 anos de fundação; veja programação

Redação - No próximo dia 17 de dezembro, a ONG Nova Baraúna comemora 11 anos de fundação. As festividades terão inicio cedinho com al...

DIVULGUE VOCÊ TAMBÉM

CREATIVE TV - 24h NO AR!

CURTA E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

Mais Acessadas

SEJA NOSSO REPÓRTER

TV: AVENTURA; ACOMPANHE

 


Copyright © 2016. Jornal Diário do Curimataú - Todos os Direitos Reservados. Grupo JM de Comunicação - Deus é Fiel
Desenvolvido Por Aluísio Silva