sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Curimataú terá barragens e poços para amenizar seca

Portal Correio -

A Paraíba tem 280 barragens subterrâneas em fase de implantação, orçadas em R$ 3 milhões, voltadas para 2,8 mil famílias em 56 cidades do semiárido. 

O processo ocorre de forma emergencial, mas o Estado não divulgou o prazo para que todas estejam prontas. Outros R$ 2,5 milhões estão direcionados à perfuração de 280 poços tubulares profundos e R$ 9,5 milhões em kits que acompanham esses sistemas.

Acompanhadas por um poço amazonas e um sangradouro, as barragens possuem uma profundidade média de 4,5 metros, com uma vala de 1,50 metro de largura e de 40 metros de comprimento. Com essas medidas, o volume hídrico aproximado de barramento é de 400 m³.

De acordo com o Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), os kits que acompanham as barragens e os poços são sistemas de exploração com uso da energia solar, no bombeamento da água para subirrigação por gotejamento. Para a implantação dos 560 kits, estão sendo investidos cerca de R$ 9,5 milhões. 

Ainda conforme o Procase, 560 mil raquetes de palma forrageira resistente estão em fase de aquisição, o que representa um investimento de aproximadamente R$ 3 milhões.

O coordenador do Procase, Hélio Silva Barbosa, explica a importância da unidade de produção de forragem animal. “Ter o suporte forrageiro para alimentar o rebanho é uma condição fundamental para que o agricultor familiar conviva com a estiagem, e com o semiárido. Pensando nisso, junto a cada estrutura hídrica, que serão as barragens e os poços, vamos instalar um kit de subirrigação por energia solar e um hectare de palma resistente à cochonilha do carmim para possibilitar o desenvolvimento econômico e sustentável das comunidades rurais durante este período”, comenta o coordenador.

COMPARTILHE