Edifício Vulcânico Saco do Inferninho localizado no Município de Picuí é Destaque Internacional - Jornal Diário do Curimataú
Edifício Vulcânico Saco do Inferninho localizado no Município de Picuí  é Destaque Internacional

Edifício Vulcânico Saco do Inferninho localizado no Município de Picuí é Destaque Internacional

COMPARTILHE
Antonio Sobrinho -


Entre os dias 29  e 01 de novembro de 2014, aconteceu no arquipélago dos Açores em Portugal o Workshop "Geoparques em Regiões Vulcânicas: estratégias de desenvolvimento sustentável" 
O evento constituir-se como um pólo de discussão entre geoparques europeus e globais localizados em regiões vulcânicas e cujo denominador comum – a presença de vulcões nos seus territórios, em particular, o  fórum pretendeu  promover uma discussão sobre estratégias de  desenvolvimento socioeconómico local sustentável e a partilha de boas práticas nas áreas da  Economia (com particular ênfase no Geoturismo) e da Geoconservação, de forma a estimular as  empresas e outros agentes locais a promoverem iniciativas e atividades nestes domínios.
Entre os trabalhos do congresso estava o intitulado:“TRANSFORMATION OF SACO DO INFERNINHO  VOLCANO IN GEOTOURISTIC PARK: EXAMPLE OF TOWN OF PICUÍ AND REGION, PARAIBA STATE, BRAZIL – A PRELIMINARY APPROACH.”( TRANSFORMAÇÃO DO EDIFÍCIO VULCÂNICO SACO DO INFERNINHO EM PARQUE GEOTURÍSTIC0: EXEMPLO DO MUNICÍPIO DE PICUÍ E REGIÃO, ESTADO DA PARAÍBA, BRASIL – ABORDAGEM PRELIMINAR ). De autoria dos pesquisadores o geólogo e professor do IFPB, Francisco de Assis Souza e dos técnicos em mineração Antonio de Pádua Sobrinho, Paulo Sales e Anselmo Araújo.
O trabalho destaca  o Saco do Inferninho,  conhecido como  o “VULCÃO SACO DO INFERNINHO.”  Pelo fato de existir no local (saco do inferninho) rochas vulcânicas (basaltos) algumas pessoas caracterizam esse local como um vulcão. Segundo os pesquisadores a transformação do “Vulcão Saco do Inferninho.” em patrimônio geológico é viável como forma do desenvolvimento geoturismo sustentável em Picuí, a exemplo de outros geoparques anteriormente implantados no vizinho estado do Rio Grande do Norte.” Destacaram.
“Nosso trabalho  visa a  transformação do edifício vulcânico saco do inferninho em parque geoturístico, porém alertamos que  é  evidente que até o presente momento não exista uma preocupação da administração pública municipal com respeito à implantação de Geoparques objetivando a implantação do geoturismo em Picuí ou em outras áreas do seridó paraibano, principalmente pela ausência de uma boa estrutura hoteleira dentre outros fatores, como também pela ausência de educação geológica por parte da população que visita a cidade estritamente a negócios ou venda de produtos e serviços, o trabalho completo encontra-se nos anais do congresso quem desejar ter acesso  é só nos procurar para obter informações do mesmo estamos a disposição.” Concluíram.
O local já foi visitado pela Equipe da Creative TV, sendo exibido matéria no Programa TRILHAS apresentado por Ismael Ferreira.