TelexFREE URGENTE: Justiça adia decisão sobre liminar que paralisou empresa e divulgadores prometem parar o centro de Rio Branco - Jornal Diário do Curimataú
TelexFREE URGENTE: Justiça adia decisão sobre liminar que paralisou empresa e divulgadores prometem parar o centro de Rio Branco

TelexFREE URGENTE: Justiça adia decisão sobre liminar que paralisou empresa e divulgadores prometem parar o centro de Rio Branco

COMPARTILHE
Acrealerta.com

A batalha jurídica protagonizada pelo governo de Tião Viana (PT) que resultou na expedição de uma liminar pela justiça acreana paralisando todas as atividades da TelexFREE, somente deve ter um desfecho na próxima quarta-feira (3).
Mas, segundo divulgadores, a estratégia da acusação seria exatamente esta: paralisar as atividades da empresa pelo máximo período de tempo, o que poderia comprovar a prática de “pirâmide financeira” uma vez que sem a injeção de novos recursos oriundos do ingresso de novos divulgadores, a empresa poderia entrar em falência, acreditam.
A ação contra a TelexFREE foi iniciada pelo Governo do Estado do Acre, através do Procon-AC, órgão criado através da Lei Estadual nº. 1.341, diretamente ligado a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, ou seja, sob o comando e responsabilidade administrativa do governador Tião Viana (PT), conforme pode ser comprovado clicando AQUI. O Procon-AC é gerenciado pela esposa do vice-governador do Acre, César Messias.
O pedido de investigação originado pelo governo do Acre, através do Procon-AC, resultou numa liminar impedindo que a empresa pudesse realizar novos cadastros, movimentações financeiras, além do bloqueio de bens dos Diretores da empresa e diversos outros embargos, gerando caos para mais de 70 mil acreanos (leia) e 1 milhão de brasileiros,
Hoje (1), divulgadores TelexFREE de várias regiões do país fizeram uma grande manifestação, em frente ao Fórum Barão do Rio Branco, enquanto aguardavam na expectativa de decisão favorável acerca da liminar que obrigou a paralisação das atividades da empresa em todo Brasil.
O Agravo Regimental interposto pelos advogados da empresa que deveria ser julgado hoje (1), pela Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), composta por 3 Desembargadores amanhã, e que teve como relator do processo o desembargador Samoel Evangelista, não teria entrado em pauta e deve ser apreciado somente na próxima quarta-feira (3).
Com a informação, milhares de divulgadores que estão em frente ao Fórum Barão do Rio Branco planejam fechar as duas pontes do centro da capital acreana.
Mais informações a qualquer momento.