Mudanças na Segurança são necessárias para estimular e cobrar tropa, diz governador - Jornal Diário do Curimataú
Mudanças na Segurança são necessárias para estimular e cobrar tropa, diz governador

Mudanças na Segurança são necessárias para estimular e cobrar tropa, diz governador

COMPARTILHE
Hyldo Pereira

Durante a posse dos 108 aprovados no concurso do Detran, na manhã desta sexta-feira (12), o governador Ricardo Coutinho explicou as mudanças que decidiu fazer na cúpula de Segurança da Paraíba. Ele disse que “gosta de fazer isso para estimular e cobrar” a tropa.
O governador afirmou que gosta de realizar essas mudanças na equipe "caladinho" e mencionou que essa é sua forma de trabalhar.
Ricardo esclarece também que as mudanças não significam que ele está insatisfeito ou tendo problemas nas relações com as autoridades da Segurança do Estado. “Através desse rodízio, pretendo extrair o melhor das polícias. Não houve nada especial; todos estão realizando excelentes contribuições e continuarão prestando serviços nas novas posições”, avaliou.
As mudanças no comando de batalhões da Polícia Militar e uma reforma na chefia e nas delegacias especializadas de Polícia Civil do Estado foram publicadas na edição desta sexta-feira (12) do Diário Oficial do Estado.
Em João Pessoa, o tenente coronel Almeida Martins foi exonerado do 1º BPM. Em seu lugar, assume o tenente coronel Adeilson Pereira de Araújo. Almeida assume o Batalhão de Policiamento e Trânsito da Paraíba (BPTran-PB), em substituição ao tenente coronel Paulo Sérgio, que vai comandar o Batalhão de Polícia Ambiental.
O comando do 5º BPM também sofreu reforma. O major Carlos Roberto da Silva Sena foi nomeado em substituição ao tenente coronel Lívio Delgado.
A delegada Ivanisa Olímpio de Almeida foi exonerada da chefia Geral de Polícia Civil. Carlos Alberto Ferreira da Silva deixa a Gerência Executiva de Armas e Munições e assume a Delegacia Geral da Polícia Civil.